Apple Vision Pro na sede da Apple nos Estados Unidos (Imagem: Thássius Veloso/Tecnoblog)
Apple Vision Pro pode dar as caras em mais países ainda no primeiro semestre (Imagem: Thássius Veloso/Tecnoblog)

O Apple Vision Pro, primeiro headset VR da big tech, pode chegar para mais países ainda neste primeiro semestre. De acordo com o analista Ming-Chi Kuo, uma das principais fontes da indústria de tecnologia, a Apple lançará o Vision Pro para alguns mercados antes da WWDC 2024, evento da empresa voltado para desenvolvedores e que costuma ser realizada em junho.

A declaração de Kuo vai ao encontro do que Mark Gurman, jornalista especialista em Apple da Bloomberg, disse em uma de suas publicações. Gurman afirma que o lançamento do Apple Vision Pro para outros países acontecerá pouco depois da estreia nos Estados Unidos. Porém, o jornalista americano diz que Canadá, China e Reino Unido serão os próximos mercados a receber o headset de “spatial computing”, termo preferido pela Apple — nada de Brasil por enquanto.

Continua após a publicidade..

Apple espera aumento na produção para expandir disponibilidade

Segundo Kuo, o motivo da Apple não ter lançado o Apple Vision Pro para mais países no lançamento é que o gargalo na produção. A quantidade limitada de headsets levou a big tech a deixar a venda do produto exclusiva para os Estados Unidos. Nos próximos meses, é esperado que a capacidade de produção seja ampliada, o que permitirá que o Apple Vision Pro seja lançado em mais países.

Apple Vision Pro - WWDC 23 (Imagem: Divulgação/Apple)
Apple precisa realizar mudanças no visionOS para se adaptar a outros mercados (Imagem: Divulgação/Apple)

Kuo destaca também que a Apple está realizando modificações no visionOS, sistema operacional do Apple Vision Pro, para que ele esteja de acordo com mais países. Por exemplo, atender as especificações do mercado chinês e do Reino Unido.

Continua após a publicidade..

Um outro possível motivo para o lançamento exclusivo nos Estados Unidos envolve o processo de venda do Apple Vision Pro. Relembrando, os clientes do headset, após encomendar o produto, precisam visitar uma Apple Store para realizar algumas medidas para o melhor encaixe e se consultar com um optometrista. Este identificará qual o grau das lentes corretoras que precisam ser instaladas no Vision Pro. Feito isso, o headset entra na etapa final e depois vai para o envio.

Continua após a publicidade..

Essa compra em duas etapas (pedido e visita à Apple Store) é trabalhosa não só para o consumidor, mas também para a Apple. É necessário criar um sistema de agendamento e contratar o médico. A maturação desse processo também afeta o tempo para disponibilizar o Vision Pro em outros países.

Com informações: MacRumores

Apple planeja lançar Vision Pro para outros países ainda no primeiro semestre

Share.