ad

ALERTA DE SPOILER: Esta história contém spoilers leves de “The Brothers Sun”, disponíveis para assistir em Netflix agora.

Em 22 de maio de 1992, três homens esfaquearam brutalmente o cineasta japonês Juzo Itami do lado de fora de sua casa em Tóquio, poucos dias após o lançamento de sua sátira “Minbo no Onna” ou “Mulher da Máfia”.

Continua após a publicidade..
ad

O diretor de “Tampopo” e “A Taxing Woman” sofreu cortes no rosto, pescoço e ombros, mas sobreviveu. A polícia suspeita que o ataque possa ter sido uma retaliação da yakuza à “Mulher da Máfia” de Itami, que retrata gangsters japoneses como valentões grosseiros que são enganados pelo advogado Mahiru Inoue (interpretado pela esposa de Itami, Nobuko Miyamoto).

Esse ataque inspirou o escritor e produtor Byron Wu a desenvolver “The Brothers Sun”, a comédia dramática familiar estrelada por Michelle Yeoh como a matriarca Eileen “Mama” Sun, que estreou na Netflix no início deste ano.

“Achei tão engraçado que esses gangsters fossem tão inseguros em relação ao trabalho que espancaram um diretor de comédia”, disse Wu. Variedade. “Isso me levou a pensar sobre a masculinidade asiática e a masculinidade asiático-americana, e então sobre minha própria relação com isso.”

Criado por Wu e Brad Falchuk, “The Brothers Sun” segue Charles Sun (Justin Chien), um gangster taiwanês que deve viajar para Los Angeles para proteger sua mãe e seu irmão mais novo, Bruce (Sam Song Li), depois que seu pai — o chefe de uma tríade de Taipei – é baleado por um misterioso assassino.

Wu falou com Variedade sobre a inspiração por trás dos dois irmãos, trabalhando com uma equipe predominantemente asiática e porque Yeoh tem sequências de luta limitadas.

Charles é um gangster de Taipei e herdeiro dos Dragões de Jade, mas ele realmente adora cozinhar. Enquanto isso, Bruce cresceu na América e quer seguir suas próprias paixões. O que o inspirou a criar esses dois irmãos tão diferentes?

Acho que vem apenas dos sentimentos de ser asiático-americano. Quando falamos sobre Bruce e Charles, falamos sobre o dever para consigo mesmo versus o dever para com a família. Bruce está perseguindo seus próprios objetivos, sua improvisação. E então temos Charles, que é totalmente dedicado à família, faz tudo o que o pai diz e se preocupa muito em proteger a família. É sobre como essas duas filosofias vêm à tona. Como asiático-americano, sei como é isso. Como posso satisfazer tanto o que quero fazer quanto o que minha família quer que eu faça? Eu cresci com isso.

Sam Song Li e Justin Chien em “Os Irmãos Sol”.
MICHAEL DESMOND/NETFLIX

Queríamos subverter aqueles típicos tropos asiático-americanos do assassino asiático muito sério e do cara asiático realmente bobo e bobo, e queríamos brincar com eles. Então esses dois personagens juntos pareciam uma ótima combinação. Nós apenas deixamos esses caras brincarem – Sam e Justin personificam esse relacionamento fraterno tão bem e naturalmente.

“The Great British Baking Show” está passando na TV de Charles durante a cena da luta de abertura. Por que você quis usar isso no início da série?

Parecia uma ótima maneira de introduzir o tom disso. Seremos um pouco diferentes do seu típico programa de ação. Teremos um pouco de ironia e um pouco de comédia aqui.

Continua após a publicidade..
ad

Tivemos aquele grande momento com um bolo caindo e cronometramos para o momento em que o cara bate na mesa. Tinha que ser feito porque Charles estava cozinhando e parece uma imagem muito incongruente de “Bake Off” e violência.

Há muitos lugares em Los Angeles que você não vê com frequência na tela, como o spa coreano e o porão cheio de tias do mahjong. Por que você quis apresentar esses aspectos da comunidade asiática? Você cresceu em Los Angeles?

Na verdade, eu não cresci em Los Angeles – cresci nos arredores de Seattle, Washington. Parte da razão pela qual eu queria que fosse ambientado no Vale de San Gabriel foi porque, quando me mudei para Los Angeles, eu tinha uma imagem na minha cabeça de como era Los Angeles – Beverly Hills e Santa Monica, mas terminei mudando-se para Hacienda Heights. Lembro-me de dirigir e ver esta área incrível. É tão sino-americano, e há todos esses grandes centros coreano-americanos nele também. Há tantos lugares interessantes em Los Angeles que eu nunca vi na TV, então quando estávamos pensando em fazer um show em Los Angeles, eu pensei: “Tem que acontecer no Vale de San Gabriel”.

Houve momentos em que você se preocupou que algo pudesse estar perpetuando um estereótipo asiático?

Acho que o segredo foi ter vários asiático-americanos envolvidos, desde a sala dos roteiristas até estar no set com as pessoas. Se alguém quisesse, Oh, espere, me sinto desconfortável com isso, era algo que tínhamos que ouvir. Queremos atuar em um espaço subversivo, então temos que brincar com o tropo e ao mesmo tempo brincar com ele. É uma linha tênue.

Continua após a publicidade..

Joon Lee como TK, Sam Song Li como Bruce, Michelle Yeoh como Mama Sun e Justin Chien como Charles em “The Brothers Sun”.
CORTESIA DA NETFLIX

Foi muito importante criar um espaço como, Ei, se você sente que algo está errado, você precisa tocar no assunto e conversar sobre isso para que possamos resolver o problema. Isso não acontecia com muita frequência, mas ocasionalmente acontecia, e então pensávamos, vamos descobrir isso. Vamos ter certeza de que isso parece certo. No final das contas, esse é o objetivo do programa: queremos que os ásio-americanos se sintam bem em assistir ao programa e se sintam bem por serem asiático-americanos. Quer você tenha nascido em Taiwan ou nos Estados Unidos, você deveria assistir ao programa e se sentir bem consigo mesmo dessa forma. E então precisávamos ter certeza de que todos que estavam trabalhando no programa também se sentissem bem dessa forma.

Como surgiu a ideia da mansão de John Cho?

A escritora desse episódio, Amy Wang, foi quem inventou isso. Acabamos de ambientá-lo em alguma mansão chique em Malibu, e ela mandou um e-mail para mim e para Brad dizendo: “Ei, você se importa se eu fizer esta mansão de John Cho?” Nós pensamos: “O que isso significa? Mas sim, vá em frente. Vamos ver até onde isso vai dar. E ela simplesmente colocou todas essas coisas lá, e nós adoramos. Brad adorou especialmente. Ele disse: “Oh, eu meio que conheço pessoas assim”.

Tivemos que esclarecer isso com seu gerente. E na verdade, acho que no final, enviamos [Cho] aquele retrato dele mesmo no estilo Andy Warhol. Ele pediu isso, então enviamos para ele.

Michelle Yeoh – a durona que ela é – tem algumas cenas de ação incríveis, mas não tantas quanto os outros membros do elenco. Por que você decidiu manter as sequências de luta de Mama Sun mínimas?

Acho que parte disso foi porque não queríamos que o público visse Mama Sun. Queríamos que eles vissem, Ei, isso é muito mais parecido com minha própria mãe. Precisávamos crescer [Mama Sun] a ponto de ela poder lutar. Se ela estivesse fazendo isso desde o início, acho que você teria pensado, Oh, essa é Michelle Yeoh interpretando uma mãeao contrário de, Essa é minha mãe sendo interpretada por Michelle Yeoh. Essa era a linha que estávamos tentando seguir.

Michelle Yeoh como Mama Sun em “The Brothers Sun”.
JAMES CLARK/NETFLIX

Como ela era no set?

Ela fez um ótimo trabalho liderando pelo exemplo. Michelle carregava consigo uma pasta enorme. Ela tem um fichário com todos os scripts e eles são lindamente anotados, há tantas notas e eles são codificados por cores. E eu me lembro que um dia Sam entrou com uma pasta depois de ver a de Michelle. Ela é tão gentil com cada pessoa, e isso dá um tom muito forte. Eu sou novo na indústria e nesse tipo de coisa, então ter vindo dela realmente estabeleceu um padrão para todos. Não posso agradecê-la o suficiente por – quero dizer, de certa forma, ela está apenas sendo ela mesma – mas agradeço a ela por ser ela mesma.

Que ideias você gostaria de explorar se houvesse outra temporada?

Tendo trabalhado no programa e visto todas essas outras comunidades em Los Angeles, eu adoraria expandir e ver mais comunidades asiático-americanas, porque acho importante que estejamos todos juntos nisso. Quero expressar isso e acho que a série tem espaço para isso.

Esta entrevista foi editada e condensada.

Share.
ad