ad

Quem esperava um jogo tranquilo de Novak Djokovic contra Alexei Popyrin na 2ª rodada do Australian Open se surpreendeu com uma grande batalha entre os dois tenistas no último jogo da sessão noturna da Rod Laver Arena, a quadra principal do Melbourne Park, desta manhã da quarta-feira (17) do Brasil.

O tenista sérvio, número 1 do mundo, teve muito trabalho para superar por 3 sets a 1 o australiano nº 43 da ATP, que estava muito embalado pela torcida local, que vibrava muito a cada ponto do “anfitrião” contra o atual campeão do Grand Slam, que tem transmissão de todas as quadras pela ESPN no Star+.

Continua após a publicidade..
ad

A partida começou já bem equilibrada com os dois tenistas confirmando seus serviços até que Djokovic quebrou Popyrin no 4 a 4 e, logo na sequência venceu o 1º set por 6 a 3 com menos de 40 minutos de duração.

No 2º set, o australiano de 24 anos mudou sua estratégia e evitou ficar no fundo trocando bolas contra o sérvio, que levava uma clara vantagem nesse quesito. Subindo bastante para rede e com lobs impressionantes, Popyrin quebrou Djokovic logo no 2º game de serviço do sérvio na parcial e enlouqueceu os australianos na Rod Laver Arena.

play

1:34

Djokovic perde rally intenso após lob absurdo de Popyrin, e tenista ‘da casa’ levanta a torcida no Australian Open

Tenista sérvio, número 1 do mundo, soltou o braço, mas perdeu o ponto para o australiano

Continua após a publicidade..
ad

O sérvio de 36 anos chegou a devolver a quebra quando Popyrin sacava para fechar o set, mas o dono da casa não se intimidou e empatou o jogo na sequência, quebrando mais uma vez o nº 1 do mundo.

Os dois tenistas começaram a sentir um pouco a parte física, sendo que Popyrin solicitou até um atendimento médico para a panturillha. O 3º set foi o mais equilibrado do jogo, sem nenhuma quebra e com o Djoko prevalencendo apenas no tie-break por 7 a 4 após uma hora e quinze minutos.

play

1:18

Djokovic sente desconforto durante jogo contra Popyrin no Australian Open e liga sinal de alerta para lesão no punho

Tenista sérvio tinha sentido dores no punho direito durante a United Cup no início do ano

Continua após a publicidade..

No 4º set, Djokovic começou a demonstrar um certo desconforto no punho, que o atrapalhou no ínicio da temporada na United Cup, e se irritou com um torcedor que falou algo “desagradável” para o número 1 do mundo. O árbitro de cadeira da partida, o brasileiro Carlos Bernardes, chamou atenção do público e pediu silêncio, mas a quadra se tornou um caldeirão. Tanto que a cada ponto, Novak vibrava muito.

play

2:15

Djokovic discute com torcedor no Australian Open e ‘provoca’ espectador para descer até a quadra

Tenista sérvio escutou algo que não gostou do público enquanto enfrentava o australiano Popyrin

Mesmo com esses entreveros, o sérvio venceu Popyrin com uma quebra no 5º game. O australiano lutou muito e chegou até salvar três match points seguidos quando estava sacando no 0-40 no 2 a 5, mas não conseguiu evitar a derrota por 6 a 3 na última parcial.

Com a vitória suada após 3 horas e 11 minutos de jogo, Novak Djokovic agora encara o argentino Tomás Etcheverry, cabeça de chave número 30, na 3ª rodada do Australian Open. A partida deve acontecer na manhã desta sexta-feira (19) com transmissão em português pela ESPN no Star+.

Djokovic agora amplia sua sequência positiva no Australian Open. Com o triunfo sobre Popyrin, o número 1 do mundo agora tem 30 vitórias seguidas no Grand Slam disputado em Melbourne, a maior sequência da história do major na Era Aberta.

No entanto, nesta edição do Happy Slam, Djokovic está tendo mais trabalho do que costuma enfrentar nas primeiras rodadas. A última vez que sérvio de 36 anos perdeu um set nos dois primeiros jogos de um Slam foi no US Open de 2018, que no final ele acabou campeão. Além disso, o tempo de quadra de Djokovic nesta edição em Melbourne é o 2º maior da carreira dele nas primeiras duas rodadas de um major: 7 horas e 12 minutos.

Share.
ad