ad

Um dia depois de lançar um ataque coordenado a quase 30 posições Houthi, os EUA realizaram novos ataques no Iêmen, de acordo com uma autoridade norte-americana.

Os novos ataques, realizados na noite de sexta-feira (12), no horário de Brasília, foram de alcance muito menor do que na noite anterior. Eles tinham como alvo um radar usado pelos Houthis, disse a autoridade.

Continua após a publicidade..
ad

Os Houthis dispararam ao menos um míssil balístico contra um navio comercial na sexta-feira (12).

Na quinta-feira (11), os EUA e o Reino Unido atacaram 28 locais distintos dos Houthi, em uma tentativa de enfraquecer a sua capacidade de disparar contra navios internacionais no Mar Vermelho. Os dois países foram apoiados por Canadá, Austrália, Bahrein e Holanda.

Este último ataque foi realizado unilateralmente pelos Estados Unidos, segundo a fonte.

Os EUA ameaçaram a possibilidade de uma ação militar adicional se os Houthis continuassem a lançar ataques de drones e mísseis contra navios comerciais no Mar Vermelho.

“Garantiremos que responderemos aos Houthis se eles continuarem com esse comportamento ultrajante junto com nossos aliados”, advertiu o presidente dos EUA, Joe Biden, na sexta-feira, enquanto estava na Pensilvânia.

Mas, depois dos ataques liderados pelos EUA, o grupo rebelde apoiado pelo Irã lançou outro míssil balístico contra um navio comercial no Golfo de Aden, a sul do Iêmen.

Continua após a publicidade..
ad

Os novos ataques também ocorrem depois de a Casa Branca ter dito que tentava evitar uma escalada no conflito.

“Tudo o que estamos fazendo, tudo o que estamos tentando fazer é evitar qualquer nova escalada”, ressaltou à CNN John Kirby, coordenador de comunicações estratégicas do Conselho de Segurança Nacional.

O conjunto de ataques liderados pelos EUA na noite de quinta-feira (11) teve como alvo instalações de radar e de comando e controle, bem como instalações usadas para armazenamento e lançamento de drones, mísseis de cruzeiro e mísseis balísticos.

Continua após a publicidade..

Estas são as principais armas que os Houthis usaram para atacar navios comerciais no Mar Vermelho. Os ataques anteriores mataram cinco pessoas e feriram outras seis, de acordo com um porta-voz dos militares Houthi.

Os Houthis prometeram que as suas forças responderiam ao ataque, chamando os alvos dos EUA e do Reino Unido de “legítimos”.

Share.
ad