ad

Uma série de fotografias de Io, uma das maiores luas de Júpiter, foi capturada e revelada pela NASA. O satélite natural é considerado o “corpo celeste mais vulcanicamente ativo” do nosso Sistema Solar.

As imagens foram enviadas pela Juno, espaçonave da NASA que registrou a passagem mais próxima de Io nas últimas duas décadas (cerca de 1.500 quilômetros de distância). As capturas são do dia 30 de dezembro do ano passado, quando o orbitador fez o 57º sobrevoo por Júpiter.

Continua após a publicidade..
ad

Confira abaixo:

A única vez que uma sonda se aproximou da lua Io de forma semelhante foi em 2001, quando a Galileo chegou a cerca de 180 quilômetros de distância acima do Polo Sul do satélite.

A missão Juno foi lançada em 5 de agosto de 2011, chegando à órbita de Júpiter em julho de 2016. As imagens registradas têm como um objetivo coletar dados da atividade vulcânica do corpo celeste e suas variações. Como Scott Bolton, principal investigador de Juno, explicou em comunicado:

Continua após a publicidade..
ad

“Estamos à procura da frequência de erupções [em Io], quão brilhantes e quentes são, como o fluxo de lava muda e como a atividade [vulcânica] da lua está ligada ao fluxo de partículas carregadas na magnetosfera de Júpiter.”

“Uma visão colorida da lua Io de Júpiter, o corpo vulcanicamente mais ativo do Sistema Solar, capturada pela missão Juno, da NASA, em 30 de dezembro.”

A espaçonave em questão passará mais uma vez a cerca de 1.500 quilômetros da superfície da lua vulcânica em fevereiro. Em setembro de 2025, por sua vez, é esperado que a missão Juno seja concluída, com o orbitador colidindo propositalmente com a atmosfera de Júpiter.

Todas as imagens da lua Io durante o 57º sobrevoo de Juno por Júpiter estão disponíveis no site oficial da NASA.

Continua após a publicidade..

Fique de olho por aqui para mais curiosidades sobre o nosso universo. Aproveite e conheça todas as redes sociais do NerdBunker, entre em nosso grupo do Telegram e mais – acesse e confira.

Fonte: NASA, Space.com

Share.
ad