O dia em que um membro do Guns N' Roses passou vergonha com seu ídolo Prince
Fotos via Wikimedia Commons

Duff McKaganbaixista do Armas e rosasviveu uma situação inusitada para alguém que teve a oportunidade de conhecer seu ídolo. O músico participou recentemente do podcast Recorde quebrado e por lá apontou Principe, Iggy Pop e Lemmy Kilmister como os três maiores artistas da história, em sua opinião.

Continua após a publicidade..

Ao ser questionado sobre ter encontrado o lendário e saudoso Prince, McKagan não se conteve e compartilhou detalhes sobre o dia em que estava no mesmo local em que o multi-instrumentista. A oportunidade era perfeita para conhecê-lo melhor, mas o nervosismo e a bebida acabaram prejudicando sua interação com o artista (via UCR):

Sim, eu o conheci uma vez. Foi na Alemanha. Eu fui, era a turnê ‘Diamonds and Pearls’. O Guns N’ Roses estava tocando em um estádio qualquer na noite seguinte, e ele estava tocando na arena.

Explicando que recebeu uma mensagem assim que Prince chegou aos bastidores do show, o baixista continuou:

Eu entrei pelos fundos, o cara do Guns N’ Roses, essa coisa toda. [Prince] soube que eu estava lá e gostaria de falar comigo. Ele sabia que eu era um fã. Eu estava muito bêbado. Foi quando eu ainda estava bebendo e percebi que estava bêbado demais.

Considerando que não queria passar vergonha na primeira vez que iria conhecer seu ídolo musical, o integrante do Guns N’ Roses encontrou um jeito de deixar o lugar em que Prince estava:

Não me lembro do que aconteceu. Lembro que havia velas e outras coisas, e eu estava muito bêbado. E lá estava o Prince, e eu não queria estar ali. Eu não queria estar ali. E dei um jeito de sair dessa [situação].

Que oportunidade perdida!

“Encontro” de Duff McKagan, do Guns N’ Roses, e Prince

Apesar do primeiro encontro não ter sido muito bem como Prince e Duff McKagan esperavam, o músico do Guns foi convidado alguns anos depois do episódio na Alemanha para participar de um documentário que estava sendo produzido por Prince. No podcast, ele contou sua reação ao receber o convite:

Continua após a publicidade..

Prince está fazendo isso? Claro, sim, ok. Então esses caras vieram à minha casa e eu peguei meus baixos e outras coisas, e me arrumei um pouco.

McKagan revelou que o emblemático artista não estava acompanhando a equipe da filmagem, mas ele acabou participando de uma outra forma. “Recebi mensagens de texto e perguntas de Prince em tempo real”, lembrou o baixista.

O dono do disco Chuva roxa começou perguntando sobre as contribuições do baixista em diversas obras do GNR; porém, ao longo da conversa, ele passou a questionar Duff sobre assuntos mais delicados:

[As perguntas] começaram a ser do tipo: ‘Por que o Guns N’ Roses se separou?’ Ele estava fazendo perguntas como qualquer outra pessoa faria naquele momento. ‘Não entramos nisso. Isso não é algo sobre o que falamos’.

Pelo visto, não era pra ser!

Influência de Prince no Guns N’ Roses

Em várias ocasiões, Duff McKagan destacou a influência que Prince teve em seu estilo de tocar. O jeito sofisticado de tocar baixo no estúdio foi uma forte referência para Duff durante as gravações do aclamado disco Apetite para a destruiçãofaça armas.

Continua após a publicidade..

“Está tudo lá, e você pode ouvir o belo grave, bem cheio, mas muito pronunciado [graças ao agudo]. Então, o baixo incrível de Prince me ajudou quando eu criei meu som”, declarou o artista ao falar com o Mundo da guitarra no ano passado.

Talvez um bom exemplo disso seja a subestimada linha de baixo de “Sweet Child O’ Mine”, que você pode relembrar logo abaixo!

EU QUERO SER TOUR

Em poucos dias o Brasil receberá uma turnê incrível com gigantes do Emo e rock alternativo; garanta o seu ingresso por aqui!



Share.