ad

A jornada da Microsoft para comprar a Activision Blizzard continua, mas pode estar em suas etapas finais. Os reguladores do Reino Unido, por exemplo, suavizaram a opinião inicial, podendo aprovar a aquisição de forma definitiva em breve.

A Autoridade de Concorrência e Mercado do Reino Unido (CMA) publicou uma nova decisão provisória e favorável nesta sexta-feira (22), comentando principalmente sobre as mudanças nos planos para o Cloud Gaming. É válido lembrar que a Microsoft concordou em vender os direitos de streaming de games via nuvem da Activision Blizzard para a Ubisoft.

Continua após a publicidade..
ad

“Embora a CMA tenha identificado preocupações residuais limitadas com o novo acordo, a Microsoft apresentou soluções que devem resolver estas questões. […] Embora o acordo reestruturado seja materialmente diferente da transação anterior e resolva substancialmente a maioria dos pontos, a CMA limitou as preocupações residuais a certas disposições na venda dos direitos de streaming via nuvem, que poderiam ser contornadas, rescindidas ou não aplicadas. Para resolver estas preocupações, a Microsoft ofereceu possibilidades para garantir que os termos da venda dos direitos da Activision à Ubisoft sejam executáveis pela CMA. A CMA concluiu provisoriamente que esta proteção adicional deverá resolver as preocupações residuais [e abrir a porta para que o negócio seja liberado].”

Após tal decisão provisória, a CMA abriu uma consulta até 6 de outubro. Caso nenhum outro tópico chame a atenção do órgão regulador do Reino Unido, é provável que a aprovação da compra da Activision Blizzard venha como decisão final.

O diretor sênior de fusões e tomador de decisão da Fase 1 da CMA, Colin Raftery, também comentou sobre a nova posição, de maneira bastante positiva.

“Com as proteções adicionais para garantir que o acordo seja implementado corretamente, a estrutura do mercado se manterá, permitindo que a livre concorrência continue a moldar o desenvolvimento dos jogos em nuvem nos próximos anos, e dando aos jogadores do Reino Unido a oportunidade de acessar os jogos da Activision de muitas maneiras diferentes, inclusive por meio de serviços de assinatura baseados em nuvem.”

Com a aprovação em vista, o único grande obstáculo que resta para a aquisição da Activision Blizzard é a FTC, agência reguladora de mercado dos Estados Unidos. Porém, o ponto importante aqui é que o órgão bloqueou a compra, em abril de 2023, principal e justamente por preocupações com o mercado de nuvem — que, aparentemente, estão sendo resolvidas para o resto do mundo.

Continua após a publicidade..
ad

O acordo de compra entre a Activision Blizzard e a Microsoft é avaliado em US$ 69 bilhões, ganhando o título de maior proposta do mercado de jogos eletrônicos em toda a história. Nos últimos anos, as decisões dos reguladores de mercado se tornaram muito importantes em toda essa batalha mercadológica, pois a aquisição poderia alterar gravemente a cultura e livre competição na indústria de games. Um dos principais exemplos é a franquia Call of Duty, uma das mais populares do mundo, que poderia se tornar exclusiva do Xbox — possibilidade que gerou grande oposição vinda das concorrentes da Microsoft.

Continua após a publicidade..

Fique ligado por aqui para saber os próximos capítulos desse grande caso. Aproveite e siga o NerdBunker nas redes sociais TwitterInstagram e TikTok, e entre no nosso grupo no Telegram.

Fonte: VGC, GOV.UK

Share.
ad