As cidades inteligentes estão revolucionando a maneira como vivemos, trabalhamos e nos divertimos. Com os avanços da tecnologia, as áreas urbanas em todo o mundo encontraram maneiras de criar ambientes sustentáveis, reduzindo o uso de energia e as emissões de carbono.

Continua após a publicidade..

Segundo estimativas das Nações Unidas, até 2050, 70% das pessoas viverão em cidades, o que significa que os níveis de poluição continuarão a aumentar. Portanto, é crucial que as cidades adotem tecnologias inteligentes como a Internet das Coisas (IoT) em sua infraestrutura. Essas tecnologias não apenas melhoram os padrões de vida dos cidadãos, mas também aumentam a segurança pública em geral.

Cingapura, Helsinque e Zurique foram coroadas como as três cidades mais inteligentes de acordo com o IMD Smart City Index 2020. Este relatório classifica as cidades com base em dados econômicos e tecnológicos, juntamente com a percepção dos cidadãos sobre o quão “inteligente” sua cidade é percebida por eles. À medida que mais cidades globais investem nessas tecnologias avançadas, aqui está nossa lista de sete incríveis cidades inteligentes que agitam com suas iniciativas de ponta.

As 7 principais cidades inteligentes do mundo em 2023

As cidades mais inteligentes do mundo estão liderando o caminho em inovação tecnológica, desde sistemas de transporte avançados até programas de eficiência energética de ponta.

Neste artigo, reunimos as cidades inteligentes mais impressionantes que devem decolar em 2023 — cada uma delas um exemplo brilhante do que acontece quando criatividade, sustentabilidade e tecnologia se unem.

1. Cingapura

Liderando o grupo de cidades inteligentes em todo o mundo está Cingapura, uma cidade-estado que há muito é conhecida por sua abordagem inovadora e futurista da vida urbana. Graças à sua iniciativa Smart Nation lançada em 2014, Cingapura implementou inúmeras tecnologias inteligentes nos setores público e privado. Uma delas é a tecnologia de pagamento sem contato que ajuda a facilitar o movimento e os pagamentos contínuos para mais de 7,5 milhões de passageiros que usam o transporte público diariamente.

Para enfrentar os desafios impostos pelo envelhecimento da população, Cingapura também introduziu um sistema de saúde digital que inclui consultas por vídeo, bem como dispositivos vestíveis da Internet das Coisas projetados para monitorar a saúde dos pacientes. Mas talvez um dos desenvolvimentos mais empolgantes de Cingapura seja seu plano de construir uma cidade ecologicamente inteligente completamente livre de veículos motorizados. A cidade florestal estará localizada em Tengah, com cinco distritos residenciais com 42.000 casas e zonas para pedestres e ciclistas. Não é de admirar que Cingapura continue a definir padrões globais para o que significa ser uma cidade verdadeiramente inteligente.

2. Helsinque, Finlândia

Helsinque, a capital da Finlândia, é uma das principais candidatas ao título de cidade mais inteligente do mundo. A cidade estabeleceu uma meta ambiciosa de se tornar neutra em carbono até 2035 e já está dando grandes passos para atingir essa meta. Na verdade, Helsinque conseguiu reduzir suas emissões em 27% em relação aos níveis de 1990.

Para reduzir ainda mais as emissões de tráfego, Helsinque planejou reduzi-las em impressionantes 69% nas próximas três décadas, com medidas como atualizar toda a frota de ônibus para veículos elétricos e expandir seus serviços de metrô e redes de carregamento de carros elétricos. O aquecimento é responsável por mais da metade das emissões totais de Helsinque, e é por isso que eles estão se concentrando em medidas de eficiência energética durante reformas de edifícios que podem reduzir os níveis de emissão de edifícios em até 80%.

Continua após a publicidade..

A cidade também planeja incorporar mais uso de energia renovável em todos os setores para ficar à frente na corrida por cidades mais inteligentes.

3. Zurique, Suíça

image 32

Zurique, na Suíça, é uma cidade que sabe como usar a tecnologia inteligente a seu favor. Tudo começou com o projeto de iluminação pública inteligente, que incorporou sensores que ajustavam o brilho das luzes com base nos níveis de tráfego, levando a uma economia de energia de até 70%. Agora, Zurique estendeu este sistema de iluminação inteligente por toda a cidade, juntamente com uma variedade de tecnologias sensoriais que coletam dados sobre fatores ambientais e medem o fluxo de tráfego.

Além disso, eles instalaram antenas Wi-Fi públicas nesses postes inovadores. Seu impressionante sistema de gerenciamento de edifícios também conecta aquecimento, eletricidade e resfriamento em toda a cidade de maneira eficaz. O compromisso de Zurique em usar a tecnologia para eficiência e sustentabilidade a torna uma das cidades inteligentes mais empolgantes do mundo.

4. Oslo, Noruega

image 33

Oslo, a capital da Noruega, está liderando o caminho do transporte sustentável, com o objetivo de ter todos os veículos da cidade movidos a eletricidade em apenas alguns anos. Isso não é tarefa fácil para uma cidade com uma população de cerca de 670.000 pessoas! O governo tomou medidas para incentivar carros de emissão zero, como oferecer estacionamento gratuito e permitir que eles usem as faixas de ônibus.

Como parte de seu objetivo geral de se tornar neutro em carbono até 2050, Oslo também está explorando maneiras inovadoras de reduzir o desperdício e melhorar a eficiência energética. Eles implementaram iniciativas ecológicas, como canteiros de obras com emissão zero e modernização de edifícios existentes com gestão circular de resíduos e sistemas de energia limpa. É seguro dizer que Oslo é definitivamente uma cidade inteligente que vale a pena ficar de olho!

Continua após a publicidade..

5. Amsterdã, Países Baixos

image 34

A magnífica cidade de Amsterdã está na vanguarda da tecnologia de cidade inteligente desde 2009, com mais de 170 operações diferentes em toda a cidade. O que diferencia Amsterdã de outras cidades é sua abordagem única à inovação em sustentabilidade. O uso de energia renovável para caminhões de lixo elétricos, pontos de ônibus movidos a energia solar, outdoors e luzes são apenas alguns exemplos dos esforços de Amsterdã em direção a uma vida sustentável. Além disso, eles também enfrentaram a superlotação construindo aldeias flutuantes como alternativa à recuperação de terras.

A cidade implementou avanços tecnológicos em milhares de residências e empresas com modificações como isolamento de telhados com eficiência energética, interruptores de luz automatizados, medidores inteligentes e luzes LED de ultra baixo consumo de energia, causando um impacto significativo em um futuro melhor. Com um compromisso inabalável com a sustentabilidade e soluções inovadoras para vários problemas da cidade, não é surpresa que Amsterdã garanta seu lugar como uma das sete principais cidades inteligentes do mundo.

6. Nova York, Estados Unidos

image 35

A cidade de Nova York tem feito grandes progressos em seu programa piloto de cidade inteligente, testando e implementando vários sensores e tecnologias inteligentes nos distritos da cidade. Esses avanços ajudaram a simplificar serviços como gerenciamento e coleta de resíduos, tornando-os mais eficientes do que nunca.

Nova York abriga vários recursos tecnológicos inovadores, como hubs inteligentes equipados com tecnologia sem contato, recursos WiFi, estações de carregamento on-line em vez de cabines telefônicas. A cidade também está trabalhando para um futuro mais verde com serviços de compartilhamento de carros que ajudam a reduzir as emissões totais e os congestionamentos de tráfego.

Além disso, todos os anos, Nova York organiza uma competição de criação de aplicativos com um prêmio em dinheiro substancial para aqueles que podem utilizar melhor a abundância de conjuntos de dados abertos disponíveis para melhorar a vida na movimentada metrópole.

7. Seul, Coreia do Sul

image 36

Seul, na Coreia do Sul, ocupa um merecido lugar na lista das principais cidades inteligentes do mundo. Na verdade, foi o local de nascimento de Songdo – considerada a primeira cidade inteligente do mundo. Desde então, Seul tem feito progressos notáveis ​​no desenvolvimento de suas campanhas de tecnologia inteligente. Eles usam dados como força motriz por trás de suas iniciativas desde 2014. Por meio de sensores e câmeras de CFTV espalhados pela cidade, eles analisam padrões como fluxo de tráfego, velocidade e qualidade do ar para criar uma base sólida para infraestrutura e serviços eficientes.

Um aspecto impressionante da campanha de Seul é como ela atende à população idosa por meio de iniciativas de segurança, como chamar serviços de emergência quando não há movimento detectado durante um determinado período ou se níveis anormais de temperatura, umidade ou iluminação são detectados por sensores ambientais em casas de idosos. A capital pretende usar essa plataforma de dados para revelar um detetive de IA que pode sinalizar possíveis padrões de crime em tempo real.

Seul também possui uma das redes mais rápidas do mundo — 5G — que facilita a mobilidade e o transporte, ao mesmo tempo em que melhora a conectividade geral dentro da metrópole.

Share. WhatsApp Facebook Telegram Twitter Pinterest LinkedIn Tumblr Email