Rubens Castilho

Professor de Biologia e Química Geral

Continua após a publicidade..

Na química é comum existir regras e padrões para aplicação de nomenclaturas às fórmulas. Dessa maneira, após uma reação química será possível prever o seu produto e nomeá-lo segundo os tipos de reagentes envolvidos na reação.

De maneira geral, existem os ácidos que não possuem oxigênio, chamados de hidrácidos, e os ácidos com oxigênio, os oxiácidos.

Para nomear os hidrácidos basta seguir a regra geral: ácido + nome do elemento central + o sufixo ídrico. Para os oxiácidos segue o princípio: ácido + nome do elemento central + o sufixo ico ou oso.

Nomeando os Ácidos

Os ácidos são substâncias inorgânicas capazes de doar prótons (H+) para outras substâncias. Pode parecer estranho, a primeira vista, pensar na doação de prótons. Contudo, o H+ é assim chamado, pois não há elétron orbitando ao redor do seu núcleo. Ou seja, há somente o próton no interior do núcleo, por isso, recebe esse nome.

Para nomear os ácidos é necessário entender algumas regras. Para os hidrácidos, ácidos sem oxigênio, ela é bem simples. Por exemplo, o HCl não tem oxigênio, portanto, seu nome fica assim:

  • Ácido clorídrico – ou seja, o cloro é o elemento central, e por ser um hidrácido recebe apenas o sufixo ídrico.

Logo, temos a seguinte regra:

Outros exemplos são:

  1. HBr: Ácido bromídrico;
  2. HCN: Ácido cianídrico;
  3. HF: Ácido fluorídrico;
  4. H2S: Ácido sulfídrico;
  5. HI: Ácido iodídrico.

Para os oxiácidos a quantidade de oxigênio vai definir a escolha do sufixo. Para moléculas com menor quantidade de oxigênio, ou seja, com menor oxigenação, será usado o sufixo oso. Para moléculas com maior oxigenação será ultilizado o sufixo ico.

Continua após a publicidade..

Observe o caso abaixo:

H2SO3 e o H2SO4 são moléculas muito parecidas, o que muda é justamente a quantidade de oxigênio. Na primeira há três, na segunda quatro. Dessa maneira, para nomear o primeiro usa-se o sufixo oso, na segunda o sufixo ico.

Assim, as regras são:

Veja como fica:

  • H2SO3: Ácido sulfuroso;
  • H2SO4: Ácido sulfúrico.

Outros exemplos de oxiácidos são:

Continua após a publicidade..
  1. HNO2: Ácido nitroso;
  2. HNO3: Ácido nítrico;
  3. H3PO2: Ácido fosforoso;
  4. H3PO4: Ácido fosfórico;
  5. HClO2: Ácido cloroso;
  6. HClO3: Ácido clórico.
Exemplos de nomenclaturas com fórmulas e estruturas moleculares

Alguns oxiácidos, além do sufixo, apresentam prefixos. Para compreender qual prefixo usar é importante saber determinar o Nox (Número de Oxidação) dos elementos presentes na molécula.

Dependendo do Nox do elemento central da molécula, será utilizado, ou não, um determinado prefixo. A tabela abaixo demonstra o procedimento:

PrefixoNoxSufixo
Hipo+1 ou +2oso
+3 ou +4oso
+5 ou +6ico
Per+7ico

Portanto, haverá prefixos quando o Número de Oxidação for +1, +2 ou +7. Por exemplo:

  • HClO: O cloro possui Nox +1, dessa forma o seu nome será Ácido hipocloroso;
  • HClO2: O cloro possui Nox +3, dessa forma seu nome será ácido cloroso (sem prefixo, portanto);
  • HClO3: O cloro possui Nox +5, dessa forma seu nome será ácido clórico (sem prefixo, portanto);
  • HClO4: O cloro possui Nox +7, dessa forma seu nome será ácido perclórico.

Para aprender a encontrar o Nox das substâncias, veja este artigo: Nox: Número de oxidação

Saiba mais:

Referências Bibliográficas

KOTZ, J. C.; TREICHEL JUNIOR, P. M. Química Geral e Reações Químicas. vol. 1, 5ª. ed., São Paulo: Pioneira Thomson, 2005.

Biólogo (Licenciado e Bacharel), Mestre e Doutorando em Botânica – Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Atua como professor de Ciências e Biologia para os Ensinos Fundamental II e Médio desde 2017.

Share.