O estado de São Paulo enfrenta um calor alto nas estações mais quentes do ano. Entretanto, o estado possui uma temperatura bastante amena, se comparado com locais mais próximos à Linha do Equador. Mesmo assim, São Paulo deve bater recordes de temperatura, atingindo até mesmo temperaturas próximas ao 40 graus durante a onda de calor que está ocorrendo entre esse final de inverno e início de primavera.

Continua após a publicidade..

Todos os anos, no mundo, há milhares de mortes pelo calor excessivo.

Um mapa poupará milhares de mortes pelo calor excessivo

A fim de combater a morte de muitos, um projeto está realizando um mapeamento a fim de relevar os locais em que a população está em maior risco. Dessa maneira, essas pessoas podem obter ajudas de organizações ou de políticas públicas – o que pode salvar uma enorme quantidade de vidas, já que o calor é extremamente perigoso.

“Não podemos nadar ou participar de outras atividades diárias ao ar livre porque está muito calor lá fora”, disse à BBC Future Christina Howard. “Nosso filho teve que voltar para dentro de casa outro dia depois de 10 minutos de skate porque se sentiu exausto pelas condições extremas de calor”.

Ela é uma moradora do subúrbio de Dallas, no Texas. A região chega a atingir temperaturas de 45ºC em tempos recentes.

As crianças são um dos grupos mais sensíveis ao calor. Em temperaturas acima dos 29ºC crianças de 0 a 4 anos são extremamente vulneráveis à hospitalização. À seguir, as mais sensíveis são entre 13 e 18 anos, e entre as crianças, o último grupo, de 5 a 12 anos.

Landon Howard, marido de Christina disse à BBC que esperavam, no mês seguinte, pagar quase mil dólares na conta de luz.

Continua após a publicidade..

Em agosto de 2023, o casal começou a participar da campanha de mapeamento de ilhas de calor urbano da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA), um órgão governamental dos EUA. Eles ficaram sabendo do projeto quando ocorreu, na cidade, uma chamada para voluntários.

Todos os anos, no mundo, há milhares de mortes pelo calor excessivo. Imagem: Pixabay

“O produto final das campanhas de campo de ciência da comunidade é um conjunto de dados de temperatura e umidade do ar de alta resolução e um relatório da CAPA Strategies que fornece uma análise detalhada da distribuição do calor pela manhã, tarde e noite”, diz a página do projeto.

“Mapas interativos e de alta resolução da temperatura do ar modelado e do índice de calor também são fornecidos. Os mapas são produzidos usando um processo de aprendizado de máquina que combina imagens de satélite e leituras de temperatura e umidade do ar coletadas por voluntários durante a campanha”.

Recentemente, foi publicado um estudo detalhando a metodologia utilizada no mapeamento pelo NOAA.

Continua após a publicidade..

“Sempre estivemos interessados em como as mudanças climáticas afetarão nossas vidas e o mundo, mesmo antes de a reciclagem ser uma coisa no Texas!”, diz Christina à BBC.

Problemas do calor excessivo

Milhares de mortes pelo calor excessivo. Estima-se que até 2050, as crescentes ondas de calor devem causar 38 mil mortes em todo o mundo por ano.

Um estudo recente estima que o Brasil tem aproximadamente 17.300 mortes no ano de 2019 por variações térmicas, das quais dois terços são associadas ao frio e um terço ao calor. Então, mais de 5 mil pessoas morrem por calor no Brasil naquele ano.

Um levantamento publicado em maio de 2022 na Lancet Planet Health estima que entre 2000 e 2019, 1,7 milhão de pessoas morreram no mundo pelas altas variações de temperatura – sejam para o frio, sejam para o calor.

“Há tempos, a agricultura se planeja em função das variações do clima, se vai chover mais ou menos, se vai estar mais quente ou frio”, disse à revista Pesquisa Fapesp o médico patologista Paulo Saldiva, da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FM-USP); ele foi coautor nos dois artigos citados.

“Precisamos fazer isso também”, afirma o médico.

Share. WhatsApp Facebook Telegram Twitter Pinterest LinkedIn Tumblr Email