ad

Pergunta:

“Saber que ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para a sua própria produção ou a sua construção. Quando entro em uma sala de aula devo estar sendo um ser aberto a indagações, à curiosidade, às perguntas dos alunos, a suas inibições, um ser crítico e inquiridor, inquieto em face da tarefa que tenho – a ele ensinar e não a de transferir conhecimento.”

Respostas

Continua após a publicidade..
ad

A afirmação do estudante reflete a abordagem construtivista da educação, que enfatiza a importância de criar um ambiente propício para que os alunos construam seu próprio conhecimento. Essa visão destaca a necessidade do educador em ser um facilitador do processo de aprendizagem, estimulando a curiosidade e a reflexão dos alunos.

A abordagem construtivista da educação defende que o papel do educador não é apenas transferir conhecimento, mas sim criar condições para que os alunos construam seu próprio entendimento.

Ao entrar em sala de aula, o professor deve estar aberto a questionamentos, curiosidades e inibições dos alunos, estimulando um ambiente de aprendizagem colaborativa.

Continua após a publicidade..
ad

O educador deve ser crítico e inquiridor, buscando instigar o pensamento crítico e a reflexão nos alunos, ao invés de apenas transmitir informações.

Essa abordagem valoriza a participação ativa dos alunos no processo de aprendizagem, promovendo um ambiente de descoberta e construção do conhecimento.

Continua após a publicidade..

#SPJ1

Geovany Ferreira

Formado em Educação Física, apaixonado por tecnologia, decidi criar o site news space em 2022 para divulgar meu trabalho, tenho como objetivo fornecer informações relevantes e descomplicadas sobre diversos assuntos, incluindo jogos, tecnologia, esportes, educação e muito mais.

Share.
ad