ad

(Reuters) – O banco central da Argentina colocará em circulação notas de 10.000 e 20.000 pesos ainda neste ano, anunciou a autoridade monetária local em um comunicado nesta quinta-feira, após a taxa de inflação anual do país ultrapassar 211% em dezembro.

O banco central acrescentou uma nota de 2.000 pesos no ano passado, nota atualmente de maior valor disponível.

Continua após a publicidade..
ad

As cédulas ainda maiores entrarão em circulação em um momento em que o novo presidente ultraliberal, Javier Milei, busca evitar a hiperinflação com rígidas medidas de austeridade, na esteira de dados divulgados mais cedo mostrando que a taxa de alta dos preços ao consumidor atingiu seu nível mais elevado desde o início da década de 1990.

Continua após a publicidade..
Continua após a publicidade..
ad

Fonte: InfoMoney

Share.
ad