Em dia de feriado de Carnaval e B3 fechada, o índice Dow Jones Brazil Titans 20 ADR (BR20), que reúne as principais empresas brasileiras com recibos de ações negociados nos Estados Unidos, abre esta terça-feira (13) em baixa, recuando 2,46% às 14h40, aos 19678,38 pontos. O índice havia fechado a segunda-feira em alta de 0,82%. A Bolsa brasileira abre só na quarta-feira a partir das 13h (horário de Brasília).

O EWZ, principal ETF brasileiro negociado no mercado americano, que replica o índice MSCI Brazil, seguia o movimento e caía 2,99% no mesmo horário. Ao contrário da véspera, quando Petrobras (PETR4) e Vale (VALE3) puxaram os ganhos, dessa vez o papel da mineradora (VALE) caía 1,97%, enquanto o PBR (equivalente ao PETR3) recuava 1,56% e o PBR-A tinha perdas de 1,82%.

Continua após a publicidade..

As ações que mais pesavam para os resultados negativos, no entanto, eram as da Eletrobras (EBR), com queda de 3,45%; da Sendas Distribuidora (ASAI), detentora da marca Assaí (ASAI3), com perdas de 4,28%; e da Cosan (CSAN), que cedia 5,17% após Dan Ioschpe, dono da fabricante de rodas e peças automotivas Iochpe-Maxion, deixar o Conselho de Administração da empresa. A informação é do portal Metrópoles.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

Continua após a publicidade..

Confira o desempenho das principais ADRs de empresas brasileiras nos EUA nesta terça-feira (13):

TickerEmpresaVariação (%)
CSANCosan-5,17
ASAISendas Distribuidora-4,28
EBREletrobras-3,45
ABEVAmbev-3,27
SIDCSN-3,09
GGBGerdau-2,92
BRFSBRF-2,83
BSBRBanco Santander Brasil-2,76
SBSSabesp-2,55
AZULAzul-2,52
ITUBItaú Unibanco-2,37
BBDBradesco-2,36
ERJEmbraer-2,29
SUZSuzano-2,25
NTCONatura & Co-2,03
VALEVale-1,97
PBR.APetrobras-1,82
PBRPetrobras-1,56
CIGCemig-1,56
TIMBTIM Brasil-1,39
VIVTelefônica Brasil-1,32
Fonte: Google Finance (atualização às 14h40)

Os papéis de empresas brasileiras operam em linha com Wall Street, que tem seus principais índices de ações operando em terreno negativo após a divulgação da inflação ao consumidor nos EUA, que subiu 0,3% em janeiro e foi a 3,1% no intervalo de 12 meses – ambos acima do consenso de analistas de 0,2% na leitura mensal e de 2,9% na base anual.

No começo do dia, os índices futuros das Bolsas americanas já eram pressionados por um movimento de realização de lucros em algumas ações de tecnologia, principalmente ligadas a inteligência artificial e a indústria de semicondutores. Os futuros do Dow Jones, S&P500, e Nasdaq recuavam 0,18%, 0,44% e 0,81%, respectivamente.

Continua depois da publicidade

Continua após a publicidade..

Após a abertura, o movimento foi intensificado e os índices aceleraram a queda após a divulgação do CPI. No começo da tarde, o S&P 500 caía 1,15%, para 4.964 pontos, o Dow Jones cedia 1,20%, a 38.330 pontos, e o Nasdaq-100 registrava o pior resultado, caindo 1,44%, para 15.713 pontos.

Na Europa, as bolsas operavam em baixa após os ganhos de ontem, enquanto investidores digeriam indicadores alemães e britânicos, além do dado de inflação ao consumidor dos EUA. Pouco antes do fechamento, o índice pan-europeu Stoxx 600 recuava 0,95%, a 482,83 pontos.

Por outro lado, os rendimentos dos títulos do Tesouro dos EUA (Treasuries) de 10 anos, considerados referência para a precificação de ativos globalmente, disparavam 11 pontos-base, para 4,28% ao ano, atingindo o segundo nível intradiário mais alto deste ano.

Já os rendimentos dos papéis de dois anos, que são mais sensíveis às decisões de curto prazo do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA), saltavam 14 pontos-base, para 4,61%.

Os “Fed swaps”, contratos que representam apostas do mercado para decisões do BC dos EUA, passaram a apontar o início dos cortes dos juros de junho para julho.

Fonte: InfoMoney

Share.