Ações de empresas brasileiras listadas em bolsas estrangeiras podem receber entradas de bilhões de dólares devido a uma decisão da MSCI anunciada na noite de segunda-feira (12). A companhia disse que as listagens estrangeiras se tornariam elegíveis para os índices MSCI Brazil a partir de agosto.

Em nota a clientes, analistas do Morgan Stanley liderados por Nikolaj Lippmann afirmam que a medida pode resultar em captações de US$ 4,7 bilhões para quatro empresas abriram capital nos EUA nos últimos seis anos: Nu Holdings, StoneCo, XP Inc. e PagSeguro Digital, que teriam “grandes chances de inclusão”.

Continua após a publicidade..

A decisão “é um ponto de virada para os mercados acionários do Brasil” e as empresas do país listadas nos EUA provavelmente desfrutarão tanto de acesso ao mercado americano quanto de fluxos passivos de ativos de referência, disseram os estrategistas.

Treinamento Gratuito

Manual dos Dividendos

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas

Continua após a publicidade..

Continua após a publicidade..

Várias empresas brasileiras nos últimos anos escolheram a rota dos EUA para as suas ofertas públicas, em meio a expectativas de que seriam capazes de atrair investidores com grandes recursos e obter avaliações mais elevadas.

Algumas empresas menores, no entanto, acabaram com volumes de negociação inferiores ao esperado e com falta de cobertura de analistas. A empresa brasileira de educação Vitru até decidiu fechar o capital nos EUA.

© 2024 Bloomberg L.P.

Fonte: InfoMoney

Share.