A Receita Federal vai realizar, em 30 de janeiro, um leilão de mercadorias apreendidas ou abandonadas. Dentre os 74 lotes estarão disponíveis celulares de última geração, notebooks, tablets, smartwatches, câmeras fotográficas, videogames, filmadoras, switches, roteadores, fones de ouvido, modens, equipamentos de áudio e vídeo e até drones, entre outros itens de tecnologia.

Há também ferramentas, peças mecânicas, produtos químicos e têxteis, itens de pesca, artigos de toucador, carteiras, bolsas, calçados, vestidos, calças e jaquetas, assim como bicicletas e patinetes elétricos, automóveis, uma carreta e um cavalo mecânico.

Continua após a publicidade..

Os lotes estão em diversos locais e unidades da Receita Federal no estado de São Paulo (Santos, São Paulo, São Bernardo do Campo, Guarulhos, Campinas, Araraquara, Sorocaba, São José do Rio Preto, Taubaté e Bauru) e poderão ser examinados, mediante agendamento, em dias de expediente normal, nos endereços, datas e horários indicados no edital do leilão. Depois de arrematados, os lotes poderão ser retirados em até 30 dias pelos vencedores do leilão.

Conteúdo Grupo Primo

As estratégias que Luiz Barsi utiliza para identificar as grandes barganhas da Bolsa

O Método Barsi de Dividendos

O leilão será realizado de forma eletrônica. O período de recebimento das propostas vai das 8h de 25 de janeiro até as 21h de 29 de janeiro (horário oficial de Brasília).  

Continua após a publicidade..

Como participar?

De acordo com a Receita, a participação no leilão eletrônico pode ser feita por pessoas físicas e jurídicas e se dará por meio do serviço “Sistema de Leilão Eletrônico”, acessado via Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte (e-CAC), através de identidades digitais da conta GOV.BR com nível de confiabilidade Prata ou Ouro.

Para saber mais sobre como participar dos leilões, a Receita Federal disponibilizou em seu site detalhes sobre os lotes, produtos disponíveis e valores mínimos para a compra. 

Continua depois da publicidade

Continua após a publicidade..

No entanto, a Receita alerta que as mercadorias do tipo “celular/acessório” não poderão ser comercializadas, ainda que arrematadas por pessoa jurídica.

O edital, a relação das mercadorias, fotos e demais informações relativas ao leilão podem ser encontradas na página especial da Receita neste link.

Receba no seu e-mail logo pela manhã as notícias que vão mexer com os mercados, com os seus investimentos e o seu bolso durante o dia

Fonte: InfoMoney

Share.