Em meio a um terremoto devastador que atingiu Marrocos na semana passada, luzes misteriosas foram observadas no céu, deixando os cientistas intrigados sobre sua origem.

Continua após a publicidade..

A peculiaridade foi registrada antes do terremoto de magnitude 6,8 que sacudiu as montanhas do Alto Atlas no leste de Marrocos, causando a morte de cerca de 2.900 pessoas e ferindo outras 5.500, segundo a Reuters.

Os vídeos compartilhados nas redes sociais mostram flashes de luz brilhantes cruzando o céu antes do terremoto. Embora não tenham sido verificados de forma independente, os especialistas sugerem que esses vídeos podem ter capturado um fenômeno conhecido como “luzes de terremoto”.

No entanto, a existência e a causa das luzes de terremoto permanecem incertas. Se confirmada sua ligação com atividades sísmicas intensas, alguns cientistas esperam que possam ser usadas para auxiliar em esforços de detecção precoce de terremotos.

Ao longo dos séculos, houve vários relatos de explosões de luz associadas a terremotosvariando de flashes brilhantes de um segundo a bolas de fogo de um minuto, altas ou baixas no céu, de diferentes cores. No entanto, devido à imprevisibilidade dos terremotos, é impossível realizar um estudo para documentar esses eventos diretamente, levando os cientistas a confiar na memória humana, que pode ser falível.

Com o advento das câmeras de segurança e smartphones, mais imagens dessas luzes estranhas começaram a surgir, aumentando a crença de sua existência. Flashes brilhantes misteriosos foram capturados antes do terremoto de 2021 na Cidade do México e também antes do terremoto de 2022 no leste do Japão.

Continua após a publicidade..

Embora agora haja mais evidências sugerindo que esses flashes ocorrem ocasionalmente em torno de terremotos, ainda não se sabe o que realmente está acontecendo.

Friedemann Freund, geofísico do Instituto SETI, que revisou 65 relatórios de possíveis “luzes de terremoto” coletados desde 1600, suas analises sugerem que elas podem ser uma forma complexa de eletricidade estática. Ele propõe que o atrito gerado quando as placas tectônicas se esfregam pode criar corrente suficiente para produzir uma descarga elétrica, o que explicaria o flash brilhante.

Continua após a publicidade..

“Para medir que como placas tectônicas se esfregam, esse atrito poderia criar corrente suficiente para produzir uma descarga elétrica, o que explicaria o flash brilhante.” disse Friedemann ao O Washington Post.

Já o Serviço Geológico dos EUA é cauteloso quanto à sua interpretação dos acontecimentos.

“Os geofísicos divergem sobre até que ponto pensam que relatos individuais de iluminação incomum perto do momento e do epicentro de um terremoto, na verdade, representam luzes de terremoto”, diz o site do USGS.

“Alguns duvidam que qualquer um dos relatórios constitua uma evidência sólida de EQL, enquanto outros pensam que pelo menos alguns relatórios correspondem plausivelmente a EQL”, continua o site.

Existem outras explicações possíveis para os flashes. É possível, por exemplo, que os primeiros tremores sacudam as linhas de energia, criando arcos de eletricidade.



Share. WhatsApp Facebook Telegram Twitter Pinterest LinkedIn Tumblr Email