Durante as noites frias da Patagônia, o puma empreendia seus esforços de caça às ovelhas, um espetáculo natural de vida selvagem que logo se revelaria marcado por uma reviravolta dramática. Os latidos dos cães de guarda, leais defensores dos rebanhos, ressoavam pelos campos, frustrando as tentativas do puma de se aproximar sorrateiramente de suas presas.

Continua após a publicidade..

Os momentos intensos foram habilmente capturados pelas lentes de uma equipe de documentaristas que estava no local, comprometida em criar uma nova série para a renomada National Geographic, intitulada “Animais de Perto”. O comportamento nunca havia sido registrado, até agora.

Impasse na natureza

A necessidade do puma de se alimentar é um desafio, mas a história é encorajadora, pois o conflito entre esses caçadores habilidosos e os agricultores, cujo gado é alvo dos pumas, ameaça a sobrevivência da espécie. Antigamente, os agricultores caçavam pumas para proteger seu gado. No entanto, isso muitas vezes não resolveu o problema, já que um puma morto foi substituído rapidamente por outro.

Os cães de guarda surgiram como uma alternativa eficaz para alguns agricultores na Patagônia. Eles provaram ser uma maneira eficaz de proteger o gado sem a necessidade de matar os pumas nativos. Essa abordagem mais ambiental oferece esperança para a coexistência harmoniosa entre humanos e pumas, beneficiando a conservação da vida selvagem e a subsistência dos agricultores.

A esperança reside no fato de que, à medida que mais agricultores adotem essa abordagem, os pumas encontrem um lugar seguro em seus ecossistemas naturais, e os desafios enfrentados por ambos, humanos e felinos, podem finalmente ser mitigados em prol de um equilíbrio mais harmonioso e sustentável.

Puma rondando novos alvos – as ovelhas

Bertie Gregory, um fotógrafo experiente, cineasta e intrépido apresentador de programas dedicados à vida selvagem, liderou uma equipe de profissionais em uma missão desafiadora, equipada com câmeras de imagem térmica de última geração para capturar o momento único: cães de guarda protegendo ovelhas de puma.

Continua após a publicidade..

Com tecnologias avançadas, eles embarcaram em uma jornada para rastrear o puma invasor que desafia as fronteiras do mundo humano, mergulhando nas terras selvagens da Patagônia.

De acordo com Gregory, “Um fazendeiro me contou sobre uma fazenda onde costumavam matar 100 pumas por ano… depois que os cães foram introduzidos para proteger o rebanho dos pumas, o fazendeiro perdeu apenas duas ovelhas […] Não consegui encontrar nenhum lugar onde alguém tivesse realmente visto ou filmado a interação entre os cães e os pumas. Filmamos essa interação entre os pumas e os cães pela primeira vez.”

Continua após a publicidade..

Maior predador da Patagônia

Os pumas, como os maiores predadores da Patagônia, contam com sua furtividade e força para se aproximarem sorrateiramente de suas presas, antes de lançar emboscadas habilidosas. Graças às suas mandíbulas robustas e dentes refinados, têm a capacidade de subjugar suas vítimas, que então ocultam e se alimentam ao longo de vários dias.

São excelentes caçadores, mas mesmo eles não estão isentos das pressões exercidas pela caça. Para os pumas, o gado mantido em cercado convenientes representa uma refeição. No entanto, a morte de ovelhas e gado nas mandíbulas desses felinos predadores colocou sua popularidade em questão.

A caça aos pumas emergiu como um problema crítico, levando à redução drástica de sua população e quase à extinção. Essa situação culminou em uma iniciativa governamental do Chile em 1980, que proibiu a caça aos pumas.

Embora persista em algumas regiões, houve esforços para encontrar alternativas para proteger o gado contra os pumas. Uma dessas soluções envolve a introdução de cães pastores, cujos latidos ressonantes servem como um dissuasor eficaz para os pumas que tentam se aproximar sorrateiramente.

O aspecto notável dessa filmagem onde cães de guarda protegeram ovelhas de puma ganha um toque adicional de dramatismo devido à utilização de imagens térmicas, que são empregadas com o objetivo de apresentar uma tentativa de caça em sua plenitude, mesmo quando a gravação ocorre durante a escuridão da noite.

Share. WhatsApp Facebook Telegram Twitter Pinterest LinkedIn Tumblr Email